Pulmão & Cia
Home Quem somos Produtos Serviços
Artigos
Contato

Ausculta Pulmonar – para fisioterapêutas

 
 
Suzy Maria Montenegro Pontes

A invenção do estetoscópio em 1816 por Läennec revolucionou a medicina no diagnóstico clínico das doenças pulmonares, pois possibilitou a ausculta clara dos sons respiratórios e a identificação desses sons de acordo com o comprometimento pulmonar.

Atualmente, mesmo com toda a inovação tecnológica, a ausculta pulmonar ainda é parte imprescindível da semiologia do tórax no diagnóstico clínico de várias doenças pulmonares, sendo importante identificar e entender os sons respiratórios.  A ausculta pulmonar faz parte do exame físico, sendo essencial para o fisioterapêuta traçar suas condutas à partir dos sons pulmonares existentes.

Os sons pulmonares são motivados pelo fluxo de ar. Se não existe fluxo, não existe som. Os sons pulmonares normais podem ser divididos em sons bronquiais (traqueobronquiais) ou vesiculares. Os sons bronquiais podem ser auscultados em uma ventilação normal na região da via aérea superior, entre a cavidade nasal e o brônquio principal. Os sons vesiculares são produzidos pela turbulência do ar ao chocar-se contra as saliências das bifurcações brônquicas e ao passar por cavidades de tamanhos diferentes.

Atualmente existem modelos diferentes de estetoscópios de acordo com a faixa etária do paciente (Figura 1).
AB

Figura 1 – Modelos de estetoscópios: (A) Modelo de Estetoscópio com adaptadores para ausculta pulmonar e cardiológica em neonatologia, pediatria e Adulto; (B) Modelo de estetoscópio para ausculta pulmonar em adulto. Fonte: Arquivo Pulmão e Cia

É importante que o exame seja sistematizado com pontos de ausculta pulmonar (Figura 2) a fim de se investigar todos os lobos nos respectivos campos pulmonares, simétrica e comparativamente. Orienta-se iniciar pelas bases porque várias tomadas e inspirações poderiam alterar eventuais ruídos adventícios motivados pela reexpansão pulmonar.


Figura 2 – Sítios de ausculta pulmonar. Fonte: Internet



 

Bibliografia:

Basso RP, Jamami M, Lorenzo VAP, Costa D, AUSCULTA PULMONAR: uma perspectiva teórica. Fisioter. Mov. 2008;21(4):35-42

Carvalho VO, Souza GEC. O estetoscópio e os sons pulmonares: uma revisão da literatura. Rev Med (São Paulo). 2007 out.-dez.;86(4):224-31.

 
 
  Copyright 2015 Pulmão & Cia. Todos os direitos reservados.